Seminário Geral: De poláritonsaassinaturas moleculares locais: a nano-espectroscopia de infravermelho síncrotron aplicada ao estudo de materiais

Sobre este evento

A interação luz-matéria em materiais fotônicos modernos permite o confinamento e controle da radiação em volumes de menores que o seu comprimento de onda. Notavelmente, as heteroestruturasfotônicas de van der Waals obtidas pela combinação de grafeno e outros materiais 2D polares podem fornecer materiais híbridos com propriedades ópticas excepcionais. Grande parte dos materiais polares tem atividade vibracional na faixa de mid-IR (comprimentos de onda de 7,5 µm a 12,5 µm),o que não é espacialmente acessível para a micro-espectroscopia IR convencional (µ-FTIR) devido ao limite de Abbe.

Neste seminário, apresentarei uma breve introdução à microscopia de varredura óptica de campo próximo do tipo espalhamento (s-SNOM) a qual tem sido recentemente explorada no experimentode nano-espectroscopia de infravermelhosíncrotron de banda larga (nano-FTIR).Esta modalidade experimental, a qual quebra o limite clássico de difração,está rapidamente se tornando uma ferramenta padrãona análise nano-vibracional e na nano-óptica em materiais 2D. Entre os vários materiais a serem discutidos desde novos semicondutores aos materiais biológicos, destaco resultados recentes no estudo do trasnporte de polaritons híbridos do tipo plasmons-fônons em uma junção óptica de grafeno-hBN/(ar-Au) e revelamos as primeiras impressões sobre a resposta nano-óptica de um material 2D alternativo produzido a partir das conhecidas pedras-sabão. Finalmente, apresentarei uma breve perspectiva deste programa de pesquisa na luz do novo acelerador brasileiro SIRIUS.