Prof. Hans-Dieter Pfannes

Grupo de Espectroscopia Hiperfina e Física de Superfícies

Dr. rer. nat. - Universität des Saarlandes, Saarbrücken - Alemanha, 1973

Currículo Lattes

ÁREA DE INTERESSE


Propriedades magnéticas e estruturais no volume e em superfícies/interfaces.

Métodos usados: Espectroscopia Mössbauer (TMS, XMS, CEMS; 3K < T < 1000K; Hext < 6T); Espectroscopia Auger de varredura (SAES); Difração de elétrons lentos (LEED); Espectroscopia de massa de íons secundários (SIMS); Espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios-X (XPS); Epitaxia por feixe molecular (MBE) de metais; Difração de elétrons rasantes de alta energia (RHEED); Microscopia de tunelamento (STM); Medidas de susceptibilidade (amostra vibrante, Hext < 7T)

PESQUISAS EM ANDAMENTO

Relaxação de spin e superparamagnetismo

O tema principal deste projeto é o estudo dos mecanismos que causam flutuações de spins eletro-nucleares de impurezas incorporadas em matrizes isolantes (p.ex. relaxação spin-fonon e spin-spin). Os materiais atualmente investigados são LiNbO3: 57Fe, LiTaO3: Fe (monocristais), hemoglobina (oxigenada e nitrogenada), proteínas e vários compostos qu micos. LiNbO3 é interessante devido às muitas aplicações na óptica integrada. Tentamos contribuir para o esclarecimento de efeitos nele encontrados ainda não entendidos.

Óxidos magnéticos de ferro (Hematita, Wustita, Goethita, Maghemita e outros) são muitas vezes compostos de pequenos grãos monodom nios de £ 300Å de tamanho. Isto resulta em flutuações da magnetização entre direções de fácil magnetização se a energia de anisotropia de forma é < kT (superparamagnetismo). A relaxação de spin e o superparamagnetismo se reflete nos espectros Mössbauer. Analisamos estes espectros através de cálculos e programas computacionais que usam métodos estocásticos e ``ab initio''.

Texturas de spin

A distribuição espacial de orientações de magnetizações (textura de spin) influi nas intensidades das linhas de um espectro Mössbauer. O efeito é ainda mais marcante usando-se radiação polarizada. Estudamos principalmente texturas de spin em fitas magnéticas (vídeo tapes, etc.) e em amostras geológicas (geomagnetismo).

Superfícies/interfaces

Filmes finos ( ~ Å) e multi-layers epitaxiais metálicos e semi-condutores fabricados sob condições de ultra-alto vácuo exibem propriedades magnéticas interessantes e de possível aplicação tecnológica. Pelas técnicas listadas acima analisamos a estrutura geométrica e eletrônica e o magnetismo destes filmes e superfícies.



Endereço eletrônico: hansdiet@fisica.ufmg.br


File converted from TEX by TTH, version 0.7.